Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

politicaxix

politicaxix

05.Mai.08

Os cinco piores momentos da cidade de Lisboa segundo Rui Tavares

Ao longo das suas histórias, todas as cidades  passam por momentos negros. A erupção do Vesúvio que soterrou Pompeia, o incêndio de Roma antiga, a peste negra que dizimou populações inteiras, o grande Incêndio de Londres, os grandes terramotos de Tóquio e S. Francisco, os bombardeamentos de Leipzig e Dresden, a destruição de Varsóvia, rua a rua, casa a casa pelos Nazis, as bombas atómicas sobre Hiroxima e Nagasaqui, o ataque terrorista sobre o WTC de Nova Iorque são apenas alguns exemplos. E em Lisboa, quais terão sido os piores momentos da História de Lisboa? PXIX apresenta aqui os cinco piores momentos da cidade de Lisboa, com a colaboração do historiador e activista de Esquerda Rui Tavares.


1º A TOMADA DE LISBOA AOS MOUROS

Decorria o ano de 1147. A cidade de Lisboa era habitada por Mouros, um povo pacífico, um verdadeiro  jardim de cultura. A 1 de Julho desse ano, os bárbaros convertidos ao cristianismo que habitavam a norte impuseram um cerco à cidade comandados por D. Afonso Henriques. A ele se juntaram 164 navios da Terceira Cruzada, que se dirigiam à Terra Santa para perpetrar mais um acto de intolerância contra o Islão. Lisboa acabaria por cair a 24 de Outubro de 1147 tendo sido saqueada pelos Cruzados antes de D. Afonso Henriques entrar na cidade a dia 25. O relato que nos chega da época confirma a existência de pelo menos um morto durante o saque por parte dos cavaleiros alemães que não cumpriram o acordado:

" os cavaleiros alemães (…) entregaram-se a toda a espécie de abusos e violências, incluindo o assassinato do velho “bispo”, que normalmente se admite ser o bispo da comunidade moçárabe ainda existente em Lisboa.", episódio descrito por Rui Tavares como "os cruzados passaram a fio de espada muçulmanos, judeus e cristãos que viviam dentro da cerca moura".

Foi este o pior momento de sempre da cidade de Lisboa.



2º A MATANÇA DA PASCOELA

Em 1506, foram assassinados Lisboetas por outros Lisboetas. Os primeiros destes lisboetas que eventualmente nem seriam lisboetas eram tidos por judeus, e os outros tinham-se na conta de bons cristãos. O número de mortos oscila entre mil segundo Damião de Góis, dois segundo a Wikipedia e até quatro mil segundo Rui Tavares. Em 2008 o executivo camarário de António Costa por proposta do Bloco de Esquerda inaugurou um monumento evocativo dos 502 anos da matança onde é realçada a intolerância e o fundamentalismo da religião católica.



3º O ATROPELAMENTO NA PASCOAL DE MELO

No dia 24 de Setembro de 1972, um condutor lisboeta em excesso de velocidade atropelou dois outros lisboetas que sofreram ferimentos graves. O primeiro era um bom cristão, ao passo que os últimos eram um judeu e um árabe. Este foi o terceiro pior momento de sempre da história de Lisboa.


4º A PISADELA NO MARQUÊS DE POMBAL

O quarto pior momento na História de Lisboa ocorreu no dia 1 de fevereiro de 1968 quando um cristão pisou um judeu na estação de metro do Marquês de Pombal tendo-lhe causado uma unha encravada segundo o relatório médico, e até quatro unhas encravadas segundo Rui Tavares. Inacreditavelmente ainda não existe qualquer monumento evocativo deste acto de intolerância, esperando-se que António Costa o inaugure durante o seu segundo mandato.


5º ENCONTRÃO NA LUZ

O quinto pior momento de sempre da História de Lisboa ocorreu quando um cristão deu um encontrão num lisboeta judeu durante a confusão à saída de um jogo grande no Estádio da Luz.


PXIX agradece ao historiador Rui Tavares a sua colaboração na elaboração dos critérios que permitiram seleccionar os piores momentos de sempre da História de Lisboa.

Arquivo

  1. 2012
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2011
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2010
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2009
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2008
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2007
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2006
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2005
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D