Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

politicaxix

politicaxix

08.Jun.05

A casa de chocolate

Se o leitor, na última semana de Julho, vir uma coluna de fumo erguer-se em plena serra da Estrela, não se assuste! Não se trata de mais um incêndio florestal, mas apenas do acampamento de verão de jovens do Bloco.

Após o Encontro de Coimbra e toda uma panóplia de iniciativas e eventos para jovens, o BE brinda-os agora com mais estas promissoras férias em pleno Parque Natural da Serra da Estrela. Se o objectivo de uma formação política não é exactamente o de proporcionar actividades de lazer aos Jovens nos seus tempos livres, como se explica então esta particular afinidade entre o BE e os jovens, ao ponto do fim do exame no nono ano de escolaridade ser a prioridade número cinco no programa eleitoral do BE?

A resposta a esta questão pode ser encontrada no conto dos irmãos Grimm “Hansel and Gretel” (João e Maria na versão Portuguesa). Os dois irmãos João e Maria, perdidos na floresta, são atraídos para uma casa de chocolate, repleta de guloseimas onde podiam comer tudo o que desejassem. O que eles não sabiam é que nessa casa vivia uma bruxa má, com as mais pérfidas das intenções.

hanselgretel2.jpg
A bruxa má e o líder bloquista aliciando as crianças


O Bloco de Esquerda é uma versão moderna da casa de chocolate, excepto que, em vez do caldeirão, os jovens têm como destino a lavagem cerebral. Tal como Hansel e Gretel tinham total liberdade para comer guloseimas, também aos jovens atraídos à casa bloquista é prometida total a liberdade para que possam fazer tudo o que desejarem: Fumar charros, abortos, droga, impunidade criminal e, depois de tudo isto, ainda a garantia de entrar no curso que desejarem, o qual será ainda gratuito .

Não se trata apenas do culto da irresponsabilidade que é inculcado nos jovens, ou do sentimento de que terão na vida tudo o que desejarem sem o menor esforço, conduzindo-os mais tarde à completa desilusão e ao desespero. Trata-se também de retirarem aos jovens todo o espírito crítico e a capacidade de pensar por eles próprios. Segundo palavras da própria dirigente bloquista Helena Carmo, “as opiniões são servidas aos activistas como um prato pronto a pôr no terreno sem exigir a sua capacidade crítica“. Trata-se, por outras palavras, de uma verdadeira lavagem cerebral.

A “carneirização” dos jovens é tal que a direcção do Bloco se dá ao luxo de falar em nome deles. Leia-se, de um documento oficial:

“Os jovens do Bloco rejeitam frontalmente estas políticas tecnocratas, neoliberais e anti-democráticas para o Ensino Superior e defendem:
-paridade em todos os órgãos de gestão de todas as instituições de ensino, valorizando a participação dos estudantes como sujeitos capazes de conferir um carácter reivindicativo e insubmisso aos órgãos de gestão”

Os jovens são ainda instrumentalizados, usados como mão de obra barata na máquina eleitoral, e usados como activistas sempre prontos a participar em manifestações a favor de interesses obscuros.

Infelizmente, enquanto no conto dos irmãos Grimm tudo terminou bem, na vida real muitos Joãos e muitas Marias vêem a sua vida destruída pela droga em que se meteram e pela lavagem cerebral que sofreram naquela que parecia a casa dos sonhos.

7 comentários

Comentar post

Arquivo

  1. 2012
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2011
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2010
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2009
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2008
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2007
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2006
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2005
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub