Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

politicaxix

politicaxix

08.Jul.05

Reacções aos atentados

Várias personalidades da política portuguesa já reagiram aos atentados terroristas levados a cabo em Londres por fundamentalistas islâmicos. Eis as principais opiniões.


JORGE SAMPAIO: Nesta altura difícil, gostaria de deixar a todos o apelo da tolerância. Há que ser tolerante. Gostaria de apelar às mães que perderam filhos neste sangrento atentado que sejam tolerantes e que não tenham opiniões negativas sobre os fundamentalistas islâmicos. Isso é xenofobia, e xenofobia é algo que não podemos tolerar. Não podemos tolerar a intolerância. Contactei hoje mesmo o embaixador da Arábia Saudita no sentido de pedir autorização para visitar o bairro islâmico do norte de Londres de onde são provenientes os terroristas. É nestas alturas que devemos mostrar solidariedade e mostrar as nossas lealdades.


ANTÓNIO VITORINO: Certamente que a propósito dos atentados de Madrid todos me ouviram dizer que a culpa do terrorismo era da pobreza extrema em que vivem os terroristas. Pois bem, reconheci que essa era uma desculpa esfarrapada e agora defendo que a culpa do terrorismo é da falta de democracia nos países Árabes. Temos que apoiar financeiramente os países produtores de petróleo e pressioná-los para que se tornem democráticos. A partir dessa altura, os muçulmanos que vivem em território Britânico deixarão de ser terroristas. A nossa grande arma contra os terroristas é a nossa superioridade moral. É com a superioridade moral que os vamos vencer. Há a não esquecer a importância da entrada da Turquia na União Europeia. Com os terroristas a entrar livremente pela Turquia e circular à vontade pela União Europeia, sentir-se-ão menos oprimidos e deixarão de cometer atentados.

(Vitorino sobre o terrorismo: http://politicaxix.blogs.sapo.pt/arquivo/527041.html)


PADRE VAZ PINTO: Os terroristas não eram Árabes mas sim Ingleses. A maior parte deles nasceram em Inglaterra, tinham passaporte Inglês e nunca estiveram num país Árabe. Isto prova que a maioria dos actos terroristas cometidos em Inglaterra são Ingleses e não Árabes. O ACIME já publicou uma brochura a explicar que o terrorismo Islâmico não tem nada que ver com o mundo Islâmico. O terrorismo é causado apenas pelo facto dos terroristas não se sentirem integrados e é por isso que eu defendo a abertura das fronteiras à imigração de mais terroristas, por forma a que estes se possam sentir em casa em solo Europeu.


MÁRIO SOARES: Os ataques terroristas ocorrem porque os políticos ocidentais tomam as decisões que eles acham mais correctas e não as que os terroristas acham correctas. A solução para o problema do terrorismo é deixar que sejam os terroristas a conduzir a nossa política internacional. Os terroristas vivem em ghetos e é por isso que cometem atentados, e quem não perceber isto não percebe nada.


ANA DRAGO: Não há a certeza que tenham ocorrido atentados terroristas em Londres. O jornalista Louis Osoir, membro do British Communist Party e editor entretanto despedido do Komune Kapital, afirmou em edital que não houve nenhum atentado porque quem acredita que houve atentados é racista. Ele próprio afirma ter sido racista quando viu as imagens pela primeira vez, pois nessa altura até ele próprio acreditou. Diane Adringue, jornalista e candidata do Left Block à câmara de Londres, mostrou um vídeo no qual se podem ver as pessoas fazer compras calmamente na Oxford Street às 8.30 da manhã. Não houve atentados. E quem relacionar o terrorismo Islâmico com o mundo Islâmico é demagogo e populista. Não houve atentados. Não houve atentados. Houve talvez umas pequenas explosões.


FRANCISCO LOUÇÃ: A culpa de tudo isto é do imperialismo Norte Americano, esses capitalistas. Os povos Árabes são oprimidos e forçados a cometer atentados terroristas. Não podem fazer mais nada, não têm outras opções, têm que fazer ataques terroristas. A nossa simpatia está com a Al Qaeda.

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Arquivo

  1. 2012
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2011
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2010
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2009
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2008
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2007
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2006
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2005
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D