Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

politicaxix

politicaxix

08.Dez.05

Candidatos fedorentos

Esqueçam os gatos fedorentos. Os três canais de televisão estão agora a passar uma novela verdadeiramente impagável intitulada “Os candidatos fedorentos”. Todos os dias, pouco depois das oito da noite, lá estão eles quais bucha e estica em campanha eleitoral. Para os mais desatentos, o Política XIX deixa aqui o resumo dos últimos episódios.


Resize of Resize of fedorentos1.jpg

Lá pela Primavera, os humoristas Soares e Louçã assumiam o papel de políticos desinteressados, tendo ambos jurado a pés juntos que nunca se candidatariam à Presidência da República. O humorista Soares afirmou mesmo, em directo na televisão, que uma eventual candidatura sua “era um completo disparate” e que “não fazia sentido nenhum”.


Resize of Resize of Resize of fedorentos2.jpg

Chegado o Verão, já ambos eram candidatos.


fedorentos3d.jpg

Nos episódios que se seguiram ambos os humoristas procuraram justificar as suas decisões de se candidatar à presidência. Soares afirmou que a sua decisão se tornara um imperativo devido à situação do país, situação essa que seria impensável na Primavera quando garantiu que não seria candidato. Ou seja, a situação do país apenas se tornou catastrófica após a Primavera, portanto, após o PS chegar ao governo, partido que aliás o apoia. Já o humorista-demagogo Louçã afirma candidatar-se para combater a Direita. Em Maio ninguém estava à espera que a Direita viesse a apresentar algum candidato.


fedorentos4b.jpg

Nos últimos episódios, o humorista Soares criticou Cavaco Silva por mudar de opinião em relação a algumas coisas que disse há mais de 10 anos. Soares, que nunca alterou as suas posições, é a pessoa certa para tais críticas. Já o humorista-demagogo Louçã, defendeu na entrevista com Judite de Sousa a necessidade de substituir os políticos actuais por novos políticos. Refira-se ainda que Louçã já anda na política desde 1972, embora nessa altura os seus actos políticos se limitassem ao consumo charros e partir montras, e que já se candidatou por 10 vezes em diversos actos eleitorais.


E a palhaçada vai continuar até Janeiro, em todos os telejornais, numa televisão perto de si.

1 comentário

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Arquivo

  1. 2012
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2011
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2010
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2009
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2008
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2007
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2006
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2005
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D