Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

politicaxix

politicaxix

07.Jun.06

Ana Gomes disserta sobre paridade (I)

Desde o recente veto presidencial, que avidamente tenho visitado o blog "Causa Nossa" na esperança de me poder deliciar com as opiniões da inexcedível escriba que dá pelo nome Ana Gomes. Desta última vez, não saí defraudado nem decepcionado: Ana Gomes continua ao nível que a consagrou.

Começa esta intelectual impar por dissertar sobre a Ordem dos Médicos e as carreiras de magistratura e diplomacia. Até aqui tudo bem, não são necessárias quotas, funciona a “meritocracia”*. Mas depois passa-se para esse mundo obscuro que é a política e aqui é que a porca torce o rabo: Mulheres na política são muito poucas. A nossa Ana Gomes poderia optar por apresentar alguma justificação complexa para o facto, como por exemplo, que pela sua natureza as mulheres não se sentam tão atraídas pela ambição do poder e prefiram seguir outro tipo de carreiras como a de médica ou advogada em detrimento da carreira como política. Mas não, a mente brilhante Ana Gomes faz da simplicidade a sua arma e sem meias palavras denuncia a verdadeira máfia patriarcal que controla o mundo da política. Uma espécie de conspiração internacional, transpartidária e quem sabe com ligações à Opus Dei, que tem por objectivo manter as mulheres afastadas de qualquer cargo político. Uma espécie de Maçonaria ou sociedade secreta do tipo Priorado do Sião, tão secreta mas tão secreta que nunca ninguém ouviu falar nela, mas que mexe todos os cordelinhos. E sendo assim, não há competência que valha às mulheres.

José Sócrates desempenha neste jogo o papel de uma espécie de agente duplo que dá para os dois lados. Por um lado, é ele o tentáculo mais visível dessa Sociedade Secreta Anti-mulher que desferiu um golpe terrível no “lobby feminista” ao escolher apenas duas mulheres para ministras (e sabe Deus com que sacrifício). Por outro lado, é ele o paladino que se esforça desferir um golpe fatal sobre essa obscura Sociedade Secreta ao tentar impor o conceito de quotas.

Quanto a forças políticas, apenas o Bloco de Esquerda e a ala fumadora de charros do PS estão a favor, e está tudo dito.


* Meritocracia: Com base no mérito (neologismo de invenção muito recente).

Arquivo

  1. 2012
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2011
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2010
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2009
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2008
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2007
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2006
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2005
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D