Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

politicaxix

politicaxix

10.Dez.07

O Estrondoso Sucesso da Cimeira UE-África

Acaba de opinar na RTP 1 o anjo da guarda Socialista, António Vitorino de seu nome. Em sua opinião, o grande sucesso da Cimeira consistiu em i) o próprio facto da cimeira se ter realizado, ii) a declaração do Presidente da Organização de Unidade Africana de que os Direitos Humanos são de grande importância para os povos Africanos.

Ora, a declaração do Presidente da OUA não tem qualquer valor, tratam-se de palavras de circunstância sem qualquer significado. António Vitorino estaria à espera que ele dissesse o quê? Que as violações aos Direitos Humanos em África eram para continuar?

Quanto ao facto da cimeira se ter realizado, tal deveu-se a uma conjugação de interesses. Os dirigentes Europeus abdicaram dos seus princípios e dos seus valores éticos para se reunirem com a nata dos ditadores e violadores dos Direitos Humanos por forma a que não fossem acusados de colonialismo, racismo ou o que seja. Os ditadores Africanos aceitaram reunir-se com estes tipos que estão sempre a querer dar lições de moral para mostrar ao mundo e aos seus povos como são respeitados internacionalmente.

As notas soltas de Vitorino são a prova cabal de que esta cimeira foi um zero. Tudo não passou de uma encenação aproveitada por José Sócrates para uma mega-campanha de propaganda à sua pessoa e ao seu governo.


10.Dez.07

O Papagaio

Vital Moreira vive num mundo paralelo, no qual a Cimeira UE-África foi um sucesso. Afirma ele que:

"Só o sectarismo ou o preconceito podem negar o sucesso da cimeira Europa-África, bem como o crédito devida à presidência portuguesa da UE no êxito da iniciativa."

Naturalmente que o seu texto é omisso quanto aos resultados conseguidos na cimeira, e para justificar o que diz cita uma fonte imparcial, o próprio José Sócrates. Como se já não bastassem os auto-elogios do Primeiro Ministro, parece que ainda há por aí uma proliferação de papagaios...
10.Dez.07

200% de acordo com Daniel Oliveira

Não acontece com frequência, mas desta vez estou totalmente de acordo com o Daniel Oliveira:

"O que não nos entra pela porta entrará pela janela e a escolha é contribuir para a prosperidade dos outros (e nossa) ou importar miséria."

A importação de miséria a que se refere é, entenda-se, a imigração proveniente de África. Só não se compreende como este tipo de imigração é simultaneamente "importação de miséria" e "boa para o país de acolhimento". Mas coerência é mesmo a última coisa a esperar do sector político a que o Daniel pertence.
10.Dez.07

A Épica Cimeira UE - África

O Primeiro Ministro Português José Sócrates está cada vez mais parecido com Hugo Chávez e o governo cada vez mais parecido com uma máquina de propaganda.

Desde o primeiro momento que José Sócrates apostou tudo no sucesso da cimeira. Para ele, a cimeira era sobretudo uma oportunidade para promover a sua imagem tanto a nível interno como a nível internacional. Mostrou-se disposto a tudo, a ceder a todas as chantagens dos ditadores africanos e chegou mesmo ao cúmulo de afirmar na presença do facínora Mugabe "Aqui somos todos iguais".

Terminada a cimeira, a comunicação social, qual caixa de ressonância do governo, desdobrou-se nos mais despudorados elogios. Falou-se de "cimeira histórica" e do nascimento do "espírito de Lisboa" sempre com um sorridente Sócrates como pano de fundo.

Porém, sucesso mesmo, parece que foi apenas para as casas de alterne de Lisboa onde as delegações africanas passaram as noites. Quanto ao resto, poder-se-ia dizer que a montanha pariu um rato, mas tal seria um exagero. Pariu um micróbio, ou vá lá, quando muito um mosquito. De todas as questões agendadas, parece que apenas a questão dos acordos comerciais foi discutida tendo terminado num impasse. Sem quaisquer resultados portanto.

Da cimeira, fica apenas a triste figura que o nosso Primeiro Ministo insiste em fazer. "O Rei vai nu", é agora "O Primeiro Ministro vai nu".

Arquivo

  1. 2012
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2011
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2010
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2009
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2008
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2007
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2006
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2005
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D