Segunda-feira, 5 de Maio de 2008
Os cinco piores momentos da cidade de Lisboa segundo Rui Tavares
Ao longo das suas histórias, todas as cidades  passam por momentos negros. A erupção do Vesúvio que soterrou Pompeia, o incêndio de Roma antiga, a peste negra que dizimou populações inteiras, o grande Incêndio de Londres, os grandes terramotos de Tóquio e S. Francisco, os bombardeamentos de Leipzig e Dresden, a destruição de Varsóvia, rua a rua, casa a casa pelos Nazis, as bombas atómicas sobre Hiroxima e Nagasaqui, o ataque terrorista sobre o WTC de Nova Iorque são apenas alguns exemplos. E em Lisboa, quais terão sido os piores momentos da História de Lisboa? PXIX apresenta aqui os cinco piores momentos da cidade de Lisboa, com a colaboração do historiador e activista de Esquerda Rui Tavares.


1º A TOMADA DE LISBOA AOS MOUROS

Decorria o ano de 1147. A cidade de Lisboa era habitada por Mouros, um povo pacífico, um verdadeiro  jardim de cultura. A 1 de Julho desse ano, os bárbaros convertidos ao cristianismo que habitavam a norte impuseram um cerco à cidade comandados por D. Afonso Henriques. A ele se juntaram 164 navios da Terceira Cruzada, que se dirigiam à Terra Santa para perpetrar mais um acto de intolerância contra o Islão. Lisboa acabaria por cair a 24 de Outubro de 1147 tendo sido saqueada pelos Cruzados antes de D. Afonso Henriques entrar na cidade a dia 25. O relato que nos chega da época confirma a existência de pelo menos um morto durante o saque por parte dos cavaleiros alemães que não cumpriram o acordado:

" os cavaleiros alemães (…) entregaram-se a toda a espécie de abusos e violências, incluindo o assassinato do velho “bispo”, que normalmente se admite ser o bispo da comunidade moçárabe ainda existente em Lisboa.", episódio descrito por Rui Tavares como "os cruzados passaram a fio de espada muçulmanos, judeus e cristãos que viviam dentro da cerca moura".

Foi este o pior momento de sempre da cidade de Lisboa.



2º A MATANÇA DA PASCOELA

Em 1506, foram assassinados Lisboetas por outros Lisboetas. Os primeiros destes lisboetas que eventualmente nem seriam lisboetas eram tidos por judeus, e os outros tinham-se na conta de bons cristãos. O número de mortos oscila entre mil segundo Damião de Góis, dois segundo a Wikipedia e até quatro mil segundo Rui Tavares. Em 2008 o executivo camarário de António Costa por proposta do Bloco de Esquerda inaugurou um monumento evocativo dos 502 anos da matança onde é realçada a intolerância e o fundamentalismo da religião católica.



3º O ATROPELAMENTO NA PASCOAL DE MELO

No dia 24 de Setembro de 1972, um condutor lisboeta em excesso de velocidade atropelou dois outros lisboetas que sofreram ferimentos graves. O primeiro era um bom cristão, ao passo que os últimos eram um judeu e um árabe. Este foi o terceiro pior momento de sempre da história de Lisboa.


4º A PISADELA NO MARQUÊS DE POMBAL

O quarto pior momento na História de Lisboa ocorreu no dia 1 de fevereiro de 1968 quando um cristão pisou um judeu na estação de metro do Marquês de Pombal tendo-lhe causado uma unha encravada segundo o relatório médico, e até quatro unhas encravadas segundo Rui Tavares. Inacreditavelmente ainda não existe qualquer monumento evocativo deste acto de intolerância, esperando-se que António Costa o inaugure durante o seu segundo mandato.


5º ENCONTRÃO NA LUZ

O quinto pior momento de sempre da História de Lisboa ocorreu quando um cristão deu um encontrão num lisboeta judeu durante a confusão à saída de um jogo grande no Estádio da Luz.


PXIX agradece ao historiador Rui Tavares a sua colaboração na elaboração dos critérios que permitiram seleccionar os piores momentos de sempre da História de Lisboa.



publicado por thestudio às 03:31
link do post | comentar | favorito

Contacto

 thestudio@sapo.pt

pesquisar
 

PARTIDOS DEMOCRÁTICOS PORTUGUESES:

_______

 BLOGS

Abrupto
Anjos e Demónios
Arrastão
Atlantys

 

Biblioteca de Babel
Bichos Carpinteiros
Biodesagradaveis
Blasfémias
Blog Anti blog
Boas intenções

 

Causa Nossa
Cegos Surdos e Mudos
Cinco Dias
Confraria do Atum

 

Demokratia
Diário de uma Boa Rebelde
Do Portugal Profundo

 

Faccioso

 

Gengibre Lilás
Grande Loja do Queijo Limiano

 

Império Lusitano
Impertinências
It's a Perfect Day Elise

 

Jardim do Arraial

 

Legião Invicta
Letras com Garfos
Lusitânia 88

 

Máquina Zero

 

Nova Frente

 

Observatório da Jihad
O Carvalhadas
O Crepúsculo
O Comunista
O Fogo da Vontade
O Insurgente
O Número Primo
O Triunfo dos porcos
O Velho da Montanha

 

Pena e Espada
Pictured Words
Política Maluca
Portvgvesa
Propriedade Privada

 

SG Buiça
Soberania e Nacionalismo
Some like it hot

 

The Flying Circus
Tomar Partido 2
Trinta e um da Armada

 

Último Reduto

 

REST IN PEACE
All pigs must die
Batalha final
Blog17
Blog Anti-Anacleto
Demokratia (antigo)
Dextera Vox
Galeria dos Horrores
O Número Primo (antigo)
Semiramis
Tomar Partido
posts recentes

...

Melhor marcador do Euro 2...

Euro 2012 odds

Xadrex Comb. (1)

A um amigo que discorda (...

Aventuras do Eng. Pinóqui...

Hello Boys !!

Assim vai Portugal

Acampamento de jovens do ...

Coincidências

arquivos

Junho 2012

Junho 2011

Outubro 2010

Setembro 2010

Julho 2010

Junho 2010

Março 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Outubro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Março 2005

Fevereiro 2005

blogs SAPO
subscrever feeds

RSSPosts

RSSComentários

RSSComentários do post