Quarta-feira, 2 de Março de 2005
Retrato do eleitor típico do Bloco de Esquerda
EleitorBE.jpg


No rescaldo destas eleições há uma questão pertinente que se levanta: Como foi possível que um partido Trotskista tenha obtido mais de trezentos e sessenta mil votos num país civilizado e em pleno século XXI? Outras questões acessórias são também interessantes: A que se deve a significativa subida do BE quando os candidatos eram exactamente os mesmos de há três anos e de anos anteriores. As ideias também não têm nada de novo: são as mesmas de há três anos, do antigo Partido Socialista Revolucionário e do já extinto Partido Comunista da União Soviética nos seus primórdios. Afinal, o que espoletou este fenómeno da multiplicação dos votos?

O crescimento do BE deveu-se a um conjunto de factores que passo a enumerar, e que o BE conseguiu explorar com muito mérito. Esses factores são o descontentamento dos eleitores com os governos anteriores, uma máquina de propaganda muito bem oleada e um líder bom comunicador, capaz de fazer passar a sua mensagem. Curiosamente, foi também exactamente este o conjunto de factores que possibilitou a ascensão de Hitler ao poder no período entre guerras.
Um povo farto do cavaquismo que levou o PS ao poder, porém com Guterres foi pior a emenda que o soneto. Os socialistas adoptaram por uma política de despesismo desenfreado que lançou o país nos trilhos do descalabro. Durão Barroso e depois Santana Lopes não conseguiram inverter este rumo tendo deixado o caminho aberto a pregadores a fundamentalistas.

Dadas as posições que adopta, o eleitorado natural do BE é composto por drogados, prostitutas, criminosos, terroristas e minorias étnicas. A estes acresce-se uma auto denominada elite intelectual, verdadeiros Dom Quixotes dos tempos modernos. Mas nas recentes eleições, a votação no BE extravasou para além do seu eleitorado natural. De onde vieram estes votos?

É aqui que entram a máquina propagandística do BE e as capacidades de pregador do seu líder Francisco Louçã. Usando aquilo a que uns chamam imaginação e outros falta de seriedade política, os dirigentes do BE levaram a cabo uma série de iniciativas mais ou menos apalhaçadas fizeram deles as mascotes da comunicação social. Levados ao colo pela comunicação social, foi fácil fazer passar a sua mensagem. Adoptaram uma mensagem simples sobre fuga aos impostos, repetida até à exaustão, com a qual ninguém pode discordar. Coloriram um pouco esta ideia com um ar de superioridade moral em temas como a defesa da despenalização do aborto, das drogas leves e defesa de minorias, e o programa eleitoral do BE ficou completo. Os mais ingénuos não se deram sequer conta que por trás desta máscara cor de rosa se esconde uma ideologia que levou à miséria todos os países que tiveram a infelicidade de não escapar à sua garra, e responsável por um incomensurável número de crimes contra a Humanidade e contra os Direitos do Homem.

Mas o maior sucesso do BE foi conseguir fazer passar a imagem de se tratar do partido das elites intelectuais. Como toda a gente gosta de pertencer a elites intelectuais, de imediato este partido se tornou o partido “in”, o partido da moda, o partido das tias de Cascais que não conseguem distinguir Estaline de um carapau frito.
Votar BE tornou-se uma questão de imagem, tornou-se chique, e sobretudo imune às críticas dirigidas aos partidos que já estiveram no poder. Foram muitos os eleitores a “comprar” esta imagem de superioridade intelectual e moral do BE. Porém, uma observação um pouco mais atenta à realidade política revela tratarem-se apenas de pessoas fúteis, irresponsáveis, inconscientes e em última análise idiotas. É este o retrato típico do eleitor do Bloco de Esquerda.


publicado por thestudio às 03:06
link do post | comentar | favorito

4 comentários:
De Dito Cujo a 7 de Março de 2005 às 21:10
Este post também parecia divertido mas depois vieram-me uns vómitos quando praticamente citaste o narcisista do Paulo Portas com a estória de mau perdedor de que "não há país civilizado em que os radicais de esquerda estão atrás dos democratas cristãos por 1%".
Olha, deixa ver: Itália?


De Pantera a 2 de Março de 2005 às 17:23
Concordo com tudo o que disseste.Este Bloco de esquerda é um partido velho mas com um novo nome!É totalmente inadmissivel as ideias politicas deles,pois quase ninguem concorda com elas!!!


De Jos Viriato a 2 de Março de 2005 às 16:09
Está aqui escrito aquilo que eu penso do BE e algumas posiçães que já defendi em alguns forums e blogs.
Na minha opinião e sem depresar o inimigo, o BE é um gigante com pés de barro, isto´é como todas as modas esta condenado a desaparecer.


De Douglas P a 2 de Março de 2005 às 12:32
Muito bom post!!!
Vou linkar-te no meu blog!


Comentar post

Contacto

 thestudio@sapo.pt

pesquisar
 

PARTIDOS DEMOCRÁTICOS PORTUGUESES:

_______

 BLOGS

Abrupto
Anjos e Demónios
Arrastão
Atlantys

 

Biblioteca de Babel
Bichos Carpinteiros
Biodesagradaveis
Blasfémias
Blog Anti blog
Boas intenções

 

Causa Nossa
Cegos Surdos e Mudos
Cinco Dias
Confraria do Atum

 

Demokratia
Diário de uma Boa Rebelde
Do Portugal Profundo

 

Faccioso

 

Gengibre Lilás
Grande Loja do Queijo Limiano

 

Império Lusitano
Impertinências
It's a Perfect Day Elise

 

Jardim do Arraial

 

Legião Invicta
Letras com Garfos
Lusitânia 88

 

Máquina Zero

 

Nova Frente

 

Observatório da Jihad
O Carvalhadas
O Crepúsculo
O Comunista
O Fogo da Vontade
O Insurgente
O Número Primo
O Triunfo dos porcos
O Velho da Montanha

 

Pena e Espada
Pictured Words
Política Maluca
Portvgvesa
Propriedade Privada

 

SG Buiça
Soberania e Nacionalismo
Some like it hot

 

The Flying Circus
Tomar Partido 2
Trinta e um da Armada

 

Último Reduto

 

REST IN PEACE
All pigs must die
Batalha final
Blog17
Blog Anti-Anacleto
Demokratia (antigo)
Dextera Vox
Galeria dos Horrores
O Número Primo (antigo)
Semiramis
Tomar Partido
posts recentes

...

Melhor marcador do Euro 2...

Euro 2012 odds

Xadrex Comb. (1)

A um amigo que discorda (...

Aventuras do Eng. Pinóqui...

Hello Boys !!

Assim vai Portugal

Acampamento de jovens do ...

Coincidências

arquivos

Junho 2012

Junho 2011

Outubro 2010

Setembro 2010

Julho 2010

Junho 2010

Março 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Outubro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Março 2005

Fevereiro 2005

blogs SAPO
subscrever feeds

RSSPosts

RSSComentários

RSSComentários do post