Domingo, 13 de Março de 2005
Proteccionismo: A Esquerda afoga-se num mar de incoerências
free-trade-or-prot.gif


Os intelectuais de Esquerda já arranjaram mais uma vítima a quem atribuir a responsabilidade pela fome no Terceiro Mundo, de seu nome Proteccionismo. Será mesmo possível que a política doméstica de um país seja responsável pelo que se passa no outro lado do mundo? Evidentemente que não.

Antes de mais, e começando pelo princípio, o que é o Proteccionismo? O Proteccionismo é uma política comercial que se baseia na imposição de barreiras alfandegárias tendo como objectivo incentivar a produção doméstica. O Proteccionismo opõe-se ao comércio livre e portanto à Globalização sob o prisma comercial.

Aqui surge a primeira contradição dos intelectuais Esquerdistas a que me referi no texto “A fome no mundo – o sofisma da Globalização”: Estes intelectuais são contra a Globalização e contra a abertura de fronteiras, porque isso permite às multinacionais dos países desenvolvidos instalarem-se nos países em vias de desenvolvimento fazendo assim uma forte concorrência às pequenas empresas locais. Por outro lado são a favor da aberturas das fronteiras para que os países em vias de desenvolvimento possam colocar os seus produtos, baseados em mão de obra barata, nos mercados dos países desenvolvidos.
Este é o primeiro drama dos intelectuais de Esquerda. Não conseguem chegar a uma opinião definitiva, se são a favor ou contra a abertura das fronteiras ao comércio. Como resultado, uns dias andam a dizer uma coisa, outros dias dizem precisamente o oposto.

O Proteccionismo parece ser agora o mais recente bode expiatório para uma nova vaga de pensadores convencidos que descobriram a pólvora ou coisa que os valha. Descobriram que acabando com o Proteccionismo isso poderia minorar (em seu entender terminar) o problema da fome e da pobreza nos países subdesenvolvidos. Falham no entanto o ponto essencial: o Proteccionismo NÃO é a causa da fome nem da pobreza.

Passemos a uma explicação mais detalhada do que foi dito: O preço do arroz no Japão é cinco vezes mais caro que em outras partes do mundo. Evidentemente que o Japão poderia importar arroz muito mais barato, porque não o faz? A razão é simples: isso conduziria à ruína de muitos milhares de agricultores japoneses.

A grande descoberta dos intelectuais Esquerdistas foi a seguinte: Se o Japão importasse arroz proveniente de países pobres, isso constituiria uma importante fonte de receitas para os países pobres aliviando assim a sua situação de pobreza. Dito de outra forma, se o Japão destruísse a sua agricultura de arroz e o dinheiro entregue aos agricultores japoneses pelos seus produtos passasse a ser entregue aos agricultores de países subdesenvolvidos, naturalmente que a situação destes melhoraria.
A genialidade do argumento é precisamente esta: Não há qualquer criação adicional de riqueza, não há qualquer melhoria de eficiência, não há uma melhor racionalização dos recursos, simplesmente os produtos que eram comprados a uns agricultores passam agora a ser comprados a outros. Resolve-se o problema da pobreza dos segundos, mas cria-se um problema de pobreza para os primeiros. Trata-se apenas de puxar a manta sobre a pobreza, tapando de um lado mas destapando de outro. De facto é necessário brilhantismo para encontrar soluções destas.

Termino relembrando o episódio do debate televisivo em que o líder comunista Jerónimo de Sousa perdeu a voz. Em grande sofrimento, Jerónimo de Sousa só conseguiu dizer e já em esforço: “Invoquem a cláusula de salvaguarda, invoquem a cláusula de salvaguarda”. O que significa isto? Significa a implantação de medidas proteccionistas nos sectores do calçado e do têxtil sem as quais se irão perder em Portugal centenas de milhares de postos de emprego.

A solução é portanto terminar com o Proteccionismo sem abdicar do Proteccionismo.


publicado por thestudio às 23:20
link do post | comentar | favorito

3 comentários:
De Orgasmatron a 15 de Março de 2005 às 00:01
Talvez isto te ajude:
http://en.wikipedia.org/wiki/Tragedy_of_the_commons
Cumprimentos


De TheStudio a 14 de Março de 2005 às 20:04
Foste logo ler um artigo para pessoas inteligentes dass... é preciso azar!


De dass a 14 de Março de 2005 às 19:39
Dado que este Blog é uma merda a esquerda nem gosta nem desgosta é-lhe indiferente.
Continua para aí se isso te faz feliz


Comentar post

Contacto

 thestudio@sapo.pt

pesquisar
 

PARTIDOS DEMOCRÁTICOS PORTUGUESES:

_______

 BLOGS

Abrupto
Anjos e Demónios
Arrastão
Atlantys

 

Biblioteca de Babel
Bichos Carpinteiros
Biodesagradaveis
Blasfémias
Blog Anti blog
Boas intenções

 

Causa Nossa
Cegos Surdos e Mudos
Cinco Dias
Confraria do Atum

 

Demokratia
Diário de uma Boa Rebelde
Do Portugal Profundo

 

Faccioso

 

Gengibre Lilás
Grande Loja do Queijo Limiano

 

Império Lusitano
Impertinências
It's a Perfect Day Elise

 

Jardim do Arraial

 

Legião Invicta
Letras com Garfos
Lusitânia 88

 

Máquina Zero

 

Nova Frente

 

Observatório da Jihad
O Carvalhadas
O Crepúsculo
O Comunista
O Fogo da Vontade
O Insurgente
O Número Primo
O Triunfo dos porcos
O Velho da Montanha

 

Pena e Espada
Pictured Words
Política Maluca
Portvgvesa
Propriedade Privada

 

SG Buiça
Soberania e Nacionalismo
Some like it hot

 

The Flying Circus
Tomar Partido 2
Trinta e um da Armada

 

Último Reduto

 

REST IN PEACE
All pigs must die
Batalha final
Blog17
Blog Anti-Anacleto
Demokratia (antigo)
Dextera Vox
Galeria dos Horrores
O Número Primo (antigo)
Semiramis
Tomar Partido
posts recentes

...

Melhor marcador do Euro 2...

Euro 2012 odds

Xadrex Comb. (1)

A um amigo que discorda (...

Aventuras do Eng. Pinóqui...

Hello Boys !!

Assim vai Portugal

Acampamento de jovens do ...

Coincidências

arquivos

Junho 2012

Junho 2011

Outubro 2010

Setembro 2010

Julho 2010

Junho 2010

Março 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Outubro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Março 2005

Fevereiro 2005

blogs SAPO
subscrever feeds

RSSPosts

RSSComentários

RSSComentários do post