Quarta-feira, 13 de Abril de 2005
Criminalidade galopante
O aumento da criminalidade, com particular incidência para a criminalidade violenta, foi o tema do programa Prós e Contras, transmitido segunda feira na RTP 1. A transmissão de um programa sobre este problema, um dos mais graves que aflige a sociedade portuguesa, e em horário nobre é sempre de louvar. Só é pena que, tal tenha apenas acontecido devido à insistência dos responsáveis pelas instituições policiais, e após a morte de três agentes da autoridade no exercício das suas funções num curto espaço de tempo.


Num passado recente aconteceram coisas perfeitamente inimagináveis, que apenas pensaríamos poder ocorrer nos filmes americanos ou em países do terceiro mundo. Comboios tomados de assalto com centenas de passageiros assaltados de uma só vez ou o reconhecimento por parte da polícia da sua incapacidade em entrar em determinados bairros problemáticos, onde na prática a lei vigente acaba por ser a lei dos criminosos, são apenas dois exemplos. A população, como no programa de segunda feira ficou bem patente, sente-se insegura e tem medo de frequentar muitas zonas da grande Lisboa, em especial à noite. Pessoas que se sentem prisioneiras nas suas próprias casas e se refugiam nas zonas mais interiores quando ouvem tiros lá fora. Isto não se passa em Bagdad, mas sim no concelho da Amadora.


Apesar de tudo, a criminalidade continua a ser um tema tabu em Portugal. Com efeito, o tema da criminalidade esteve praticamente ausente da recente campanha eleitoral, tendo o PNR sido praticamente o único partido a aflorar o tema. A razão de tudo isto é muito simples: Falar em criminalidade é politicamente incorrecto, pois a maioria dos crimes são cometidos por toxicodependentes e por minorias étnicas, duas “espécies protegidas” em Portugal. E quando se é obrigado a falar, foge-se sempre ao essencial da questão, como nesta segunda feira aconteceu. As individualidades presentes foram lestas em identificar os chamados “bairros problemáticos” como fonte do problema, mas ficaram-se por aí... Neste país talvez não haja declaradamente censura, mas há seguramente auto-censura.


Um levantamento do semanário Expresso sobre os ditos bairros problemáticos identificou onze destes bairros. Segundo o mesmo Expresso, destes onze, oito são habitados por indivíduos de origem africana, dois por uma mistura de indivíduos de etnias africanas e cigana, e um por diversas minorias étnicas. Ainda assim, os analistas não conseguiram encontrar uma relação de causalidade entre a imigração descontrolada e a criminalidade. E enquanto continuam a brincar ao faz de conta, fingindo que não vêem o que vêem, há pessoas que continuam a ser assassinadas, violadas e assaltadas por bandos de criminosos.


publicado por thestudio às 23:49
link do post | comentar | favorito

3 comentários:
De alvaro de sousa a 2 de Abril de 2006 às 17:27
este texto é um texto claramente racista. Tal como o PNR- Partido Nazi Racista.
ádem ir longe.
os vossos argumentos só enaltecem a Esquerda
obrigada!!!!


De Juliana a 15 de Abril de 2005 às 15:36
É uma das razões por que tenho vindo a simpatizar com o PNR. É um problema muito grave e tem que ser resolvido. Saudações fraternas da Juliana


De Rebatet a 14 de Abril de 2005 às 01:14
Correctíssimo!Mas se eles calam nós continuaremos a falar; sem tréguas.A verdade não será escondida!


Comentar post

Contacto

 thestudio@sapo.pt

pesquisar
 

PARTIDOS DEMOCRÁTICOS PORTUGUESES:

_______

 BLOGS

Abrupto
Anjos e Demónios
Arrastão
Atlantys

 

Biblioteca de Babel
Bichos Carpinteiros
Biodesagradaveis
Blasfémias
Blog Anti blog
Boas intenções

 

Causa Nossa
Cegos Surdos e Mudos
Cinco Dias
Confraria do Atum

 

Demokratia
Diário de uma Boa Rebelde
Do Portugal Profundo

 

Faccioso

 

Gengibre Lilás
Grande Loja do Queijo Limiano

 

Império Lusitano
Impertinências
It's a Perfect Day Elise

 

Jardim do Arraial

 

Legião Invicta
Letras com Garfos
Lusitânia 88

 

Máquina Zero

 

Nova Frente

 

Observatório da Jihad
O Carvalhadas
O Crepúsculo
O Comunista
O Fogo da Vontade
O Insurgente
O Número Primo
O Triunfo dos porcos
O Velho da Montanha

 

Pena e Espada
Pictured Words
Política Maluca
Portvgvesa
Propriedade Privada

 

SG Buiça
Soberania e Nacionalismo
Some like it hot

 

The Flying Circus
Tomar Partido 2
Trinta e um da Armada

 

Último Reduto

 

REST IN PEACE
All pigs must die
Batalha final
Blog17
Blog Anti-Anacleto
Demokratia (antigo)
Dextera Vox
Galeria dos Horrores
O Número Primo (antigo)
Semiramis
Tomar Partido
posts recentes

...

Melhor marcador do Euro 2...

Euro 2012 odds

Xadrex Comb. (1)

A um amigo que discorda (...

Aventuras do Eng. Pinóqui...

Hello Boys !!

Assim vai Portugal

Acampamento de jovens do ...

Coincidências

arquivos

Junho 2012

Junho 2011

Outubro 2010

Setembro 2010

Julho 2010

Junho 2010

Março 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Outubro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Março 2005

Fevereiro 2005

blogs SAPO
subscrever feeds

RSSPosts

RSSComentários

RSSComentários do post