Segunda-feira, 5 de Junho de 2006
Paridade: Cavaco Silva trava fúria politicamente correcta
O Presidente da República, Cavaco Silva, vetou a lei sobre paridade, aprovada no parlamento pelo Bloco de Esquerda e pela namorada do José Sócrates. Este veto deixou furibundos os artífices do Politicamente Correcto, mas em boa verdade, Cavaco Silva não podia fazer outra coisa.

Antes de mais, o argumento usado por Cavaco Silva para vetar a lei é válido. Afirmou ele que esta lei constituiria uma limitação para a democracia visto que em regiões mais despovoadas, os partidos mais pequenos não iriam conseguir constituir as suas listas vendo-se assim impedidos por lei de participar em actos eleitorais (a lei vetada exigiria um mínimo de 33% de mulheres na composição das listas).

Ora o que mais enfureceu aqueles que querem ditar o Politicamente Correcto foi que, havendo vários argumentos muito fortes, Cavaco se tenha decido por recorrer a um argumento menor. Fernando Rosas, por exemplo, estava incrédulo pelo facto de Cavaco Silva não ter sequer posto em causa a constitucionalidade da lei. E aqui chegamos ao ponto de partida: Esta lei é evidentemente inconstitucional, tão inconstitucional que até os pequenos ditadores que a querem impor têm consciência disso. A constituição diz que ninguém pode ser preferido ou preterido em virtude do sexo a que pertence, enquanto a lei vetada impunha o género como factor determinante para a escolha. Não há sequer discussão possível sobre a não constitucionalidade da lei.

Mas o mais grave desta lei nem é a sua inconstitucionalidade. É o facto de passar um atestado de incompetência e de burrice ao género feminino. Para os defensores desta lei, a mulher não tem capacidade para competir com o homem pelos lugares, pelo que esses lugares lhe devem ser atribuídos por lei. Dirão que há mulheres competentes para ocupar tais lugares. É verdade, mas essas mulheres chegarão lá por mérito próprio e sem precisar de uma lei que lhes atribua o lugar.

Felizmente para as mulheres, Cavaco Silva poupou-lhes uma humilhação.


publicado por thestudio às 22:42
link do post | comentar | favorito

2 comentários:
De The Studio a 6 de Junho de 2006 às 21:47
Jean Luc, estamos na Europa do Sec. XXI e não no mundo Árabe do Sec. XXI. Nenhuma mulher é impedida de ascender na carreira pelo facto de ser mulher. Antes pelo contrário, algumas mulheres chegam a certas posições apenas pelo facto de serem mulheres.


De Jean-Luc a 6 de Junho de 2006 às 14:05
A meritocracia não existe quando uma das partes domina a outra. É preciso ser muito intelectualmente desonesto para escrever um artigo como este.


Comentar post

Contacto

 thestudio@sapo.pt

pesquisar
 

PARTIDOS DEMOCRÁTICOS PORTUGUESES:

_______

 BLOGS

Abrupto
Anjos e Demónios
Arrastão
Atlantys

 

Biblioteca de Babel
Bichos Carpinteiros
Biodesagradaveis
Blasfémias
Blog Anti blog
Boas intenções

 

Causa Nossa
Cegos Surdos e Mudos
Cinco Dias
Confraria do Atum

 

Demokratia
Diário de uma Boa Rebelde
Do Portugal Profundo

 

Faccioso

 

Gengibre Lilás
Grande Loja do Queijo Limiano

 

Império Lusitano
Impertinências
It's a Perfect Day Elise

 

Jardim do Arraial

 

Legião Invicta
Letras com Garfos
Lusitânia 88

 

Máquina Zero

 

Nova Frente

 

Observatório da Jihad
O Carvalhadas
O Crepúsculo
O Comunista
O Fogo da Vontade
O Insurgente
O Número Primo
O Triunfo dos porcos
O Velho da Montanha

 

Pena e Espada
Pictured Words
Política Maluca
Portvgvesa
Propriedade Privada

 

SG Buiça
Soberania e Nacionalismo
Some like it hot

 

The Flying Circus
Tomar Partido 2
Trinta e um da Armada

 

Último Reduto

 

REST IN PEACE
All pigs must die
Batalha final
Blog17
Blog Anti-Anacleto
Demokratia (antigo)
Dextera Vox
Galeria dos Horrores
O Número Primo (antigo)
Semiramis
Tomar Partido
posts recentes

...

Melhor marcador do Euro 2...

Euro 2012 odds

Xadrex Comb. (1)

A um amigo que discorda (...

Aventuras do Eng. Pinóqui...

Hello Boys !!

Assim vai Portugal

Acampamento de jovens do ...

Coincidências

arquivos

Junho 2012

Junho 2011

Outubro 2010

Setembro 2010

Julho 2010

Junho 2010

Março 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Outubro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Março 2005

Fevereiro 2005

blogs SAPO
subscrever feeds

RSSPosts

RSSComentários

RSSComentários do post